segunda-feira, 26 de abril de 2010

Realidades paralelas.

A sua volta, muitas pessoas. Todas elas dançando ao som de músicas estranhamente parecidas, para ela todas iguais. Realmente, aquilo não tinha graça alguma. Todas as mulheres se debruçavam vulgarmente sobre uma bancada, que fornecia as bebidas, para talvez conseguirem pagar a metade do preço ou até mesmo conseguir um drinque gratuitamente. Os homens, também perto da bancada, tentavam levar as mulheres para algum canto ou mesmo para a pista. Se sentia estranha naquele lugar, tinha repulsa, nojo do que fazia lá. Afinal, não pertencia ao ambiente, nem ao grupo de pessoas que ali estavam. Mas não importava, tudo que queria naquele momento era se enturmar. "Chega de ser a estranha deslocada" pensava. Saía sempre acompanhada das festas, algumas vezes cedendo ao que os homens pediam. Voltava para casa por volta das 4 da manhã, quando não voltava mais tarde. Vomitava na banheira, quando chegava até ela, e caía no chão, completamente adormecida.
E enquanto isso, na casa da rua de baixo, Caroline lia um romance, vorazmente.


Entendam ou não, tentei dar algum sentido, porque não era essa a idéia do texto, originalmente. Mas vou tentar escrever o que estou querendo (desde o início deste blog rs). E também não gostei do título, mas não estou criativa esses últimos dias :/

4 comentários:

B disse...

eu gostei *-*
Maki vai virar escritora, lala

maki k. disse...

Ganhei um elogio da bells, to me sentindo *-* /tasouidiota
Mas obrigada (: e sobre ser escritora, mesmo eu sendo bem doida e meu humor variar bastante, acho que não rs

B disse...

haha e desde quando elogio meu bota moral em alguma coisa ? -qq
mas é verdade, seus textos são bons mesmo *-*
enfim, uma hora a criatividade da oi de novo e você posta mais ou o que você queria lol

carpediem disse...

óóóooia a Maki fii :B