quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Sempre alguém

vai te julgar errado. Não se sabe se o que ocorre é má interpretação, falta de observação. Ou mesmo tal pessoa nem conhece as coisas que nem você mesmo reconheceria em si. Realmente, a opinião alheia não é de extrema importância se sua mente for centrada e ninguém for capaz de mudar algum pensamento seu.
Talvez somente se note a expressão, a demonstração de felicidade absurdamente catalogada que temos que expor, custe o que custar. Por que falo justo da felicidade ? porque quando não há reação alguma você simplesmente não está satisfeito, como se fosse alguma obrigação mostrar para todo mundo qualquer que seja a conquista. Pode ser que não haja reação, que não seja definida; pode ser que nem ao menos tenhamos notado.
Concluindo e voltando ao ponto inicial, sempre alguém vai te julgar errado. Porém, seria errado julgar aquele que te julga ?

Um comentário:

Isabela disse...

Estranho você falar disso logo agora Maki. Esses dias, em uma conversa descobri que andaram me interpretando muito mal. Erro de quem julga e de quem foi julgado, se é que você me entende. Só digo que o resultado disso, coisa boa não foi. O jeito é costurar um sorriso no rosto e continuar a vida rs.
Muito bom o texto \o/